compartilhe:

Traga seus parentes para aproveitar o Satélite!


O Satélite procura sempre oferecer atividades para você e sua família aproveitarem ao máximo o melhor da vida. E vivenciar experiências em família é sempre um grande privilégio. Para que você, associado, aproveite os momentos com quem ama e usufrua dos melhores benefícios que o Clube oferece, já disponibilizamos a possibilidade de incluir os seguintes dependentes, conforme Regulamento Interno do Satélite:
 
I – O cônjuge;
II – Os filhos, enteados e tutelados, enquanto menores de 24 anos e solteiros; 
III – O companheiro ou companheira, desde que comprove a sua condição mediante a apresentação de declaração de união estável emitida em Cartório; 
IV – O pai ou mãe, sogro ou sogra, acima de 65 anos; 
V – O filho inválido ou que tenha deficiência intelectual ou mental que o torne absoluta ou relativamente incapaz, assim declarado judicialmente;
VI – Outros dependentes legalmente ou judicialmente reconhecidos. 
 
§ 1º Salvo quanto aos direitos que devem ser exercidos pessoalmente e outros dispositivos do Estatuto ou deste Regimento, gozam os dependentes das mesmas prerrogativas dos associados. 
§ 2º A prova da condição de dependente é feita mediante a apresentação dos seguintes documentos: 
a) No caso do item I, certidão de casamento; 
b) No caso do item II, certidão de nascimento e certidão do termo de tutela; 
c) No caso do item IV, documento que comprove o vínculo;
d) No caso do item V e VI, os comprovantes legais.
§ 3º O cidadão que perder a qualidade de dependente só poderá continuar a frequentar o Clube mediante apresentação de proposta para sua admissão como associado em uma das modalidades estabelecidas neste Regimento Interno, sendo-lhe garantido, nesse caso, a isenção do pagamento da taxa de adesão. 
 
Porém, além dos dependentes regulares descritos acima, o associado também pode incluir outros parentes seus, em até 4º grau, devidamente comprovados, como Outros Dependentes Associativos no Satélite, mediante o pagamento de Taxa Adicional Parente. 
 
§ 1º A inclusão de Outros Dependentes Associativos será limitada ao máximo de 4 (quatro) parentes, sendo que a Taxa Adicional Parente será devida para cada um dos parentes incluídos.
§ 2º A partir do 5º (quinto) parente incluído como Outros Dependentes Associativo, o valor da Taxa Adicional Parente dobrará de valor (200% da Taxa) para cada uma das inclusões excedentes. 
§ 3º Uma vez excluído pelo associado, o parente deverá cumprir uma carência mínima de um ano para poder ser readmitido como adicional parente, salvo se o associado pagar as taxas do período em que o parente esteve fora do quadro social. 
§ 4º O valor da Taxa Adicional Parente será fixado pelo Conselho de Administração e submetido ao Conselho Deliberativo, juntamente com o das mensalidades. 
 
São considerados parentes: 
I - Parentes Consanguíneos:
a) De 1º grau: pais, filhos e filhas;
b) De 2º grau: irmãos, avós e netos; 
c) De 3º grau: bisnetos, bisavós, tios e sobrinhos;
d) De 4º grau: trisavós, trinetos, primos, tios-avôs e sobrinhos-netos.
 
II -Parentes por afinidade: 
a) De 1º grau: sogros, padrastos, adastras, enteados, genros e noras; 
b) De 2º grau: avós do cônjuge, filhos dos enteados, cunhados e concunhados; 
c) De 3º grau: bisavós do cônjuge e bisnetos do cônjuge;
d) De 4º grau: trisavós do cônjuge, trinetos do cônjuge.